Informações(011)2176.7700
Tempo de atendimento Pronto-Socorro
20min
Resultado de Exames Pré-agendamento de consultas e exames
https://www.hsi.org.br/dicas-de-saude/alimentos-termogenicos/

Alimentos termogênicos

O que são alimentos termogênicos?

Todos os alimentos gastam energia para a digestão, ou seja, têm a capacidade de aumentar a temperatura corporal e acelera o metabolismo, porém existem alguns alimentos que aceleram ainda mais o metabolismo e o induz a trabalhar mais rápido, sendo estes classificados como termogênicos. Os alimentos termogênicos são aqueles que apresentam uma maior dificuldade em ser digeridos pelo organismo, desta forma ocorre um consumo maior na quantidade de energia e caloria para a realização do processo de digestão.

Quais os benefícios desses alimentos?

No tratamento da obesidade o uso de termogênicos naturais tem sido utilizado como estratégia para a perda  e manutenção de peso. Estudos referem que a sua utilização pode promover perdas de cerca de 5 a 10% do peso corporal, valores que contribuem com a melhora das doenças relacionadas com a obesidade. Vale ressaltar que a utilização de alimentos termogênicos necessita de acompanhamento de profissional nutricionista, que definirá a quantidade correta de consumo segundo as características de cada indivíduo.

Que alimentos fazem parte da lista de termogênicos?
Alimentos termogênicos de relevância: Pimenta vermelha, mostarda, gengibre, vinagre de maçã, acelga, aspargos, couve, brócolis, laranja, kiwi, café, guaraná, chá verde, água gelada (inferior a 16°C), linhaça, gorduras vegetais, gorduras de coco e produtos derivados de chocolate.

É verdade que o consumo desses alimentos antes da atividade física potencializa a queima de gordura? 

Estudos realizados com a utilização do chá verde referem que o gasto energético é maior nos indivíduos que consumiram a bebida e praticaram exercícios do que a prática de exercícios isolada. O mecanismo pelo qual o chá verde possa diminuir o percentual de gordura corporal ainda não está elucidado, porém, existem várias hipóteses.

Pessoas que treinam ou se exercitam de noite podem fazer uso dos termogênicos? Estes alimentos interferem na qualidade do sono?

O consumo deste alimentos não deve ser feito no período noturno para não prejudicar o sono.

Com que frequência deve-se consumir esses alimentos para que eles sejam realmente efetivos para o emagrecimento?

A quantidade de cada alimento é individual e deve ser feita sob orientação do profissional nutricionsita. Não existe consenso quanto à dose e ao modo de administração ideais da utilização do chá verde, American Dietetic Association sugere o consumo de 4-6 xícaras ao dia, a fim de obter os efeitos benéficos à saúde.

O excesso pode ser prejudicial à saúde? O exagero no consumo desses alimentos provoca algum sintoma? Quais? Tem alguma contraindicação?

O exagero no consumo desses alimentos pode levar ao surgimento de sintomas como dor de cabeça, tontura, insônia e problemas gastrintestinais. Hipertensos e indivíduos com problemas cardíacos devem ter cuidados aumentados, pois alguns desse alimentos podem  piorar doenças já existentes. Também muitas atenção para pessoas com problemas na tireoide.

Só o consumo dos alimentos, sem atividade física, tem algum efeito positivo no organismo?

É importante aliar para o controle ou perda de peso o consumo dos alimentos termogênicos a um plano alimentar equilibrado, uma dieta hipocalórica com orientação do profissional nutricionista além da prática frequente de atividade física.

O óleo de coco também pode ser considerado termogênico? Quais são os reais benefícios do óleo? Dizem que ele é calórico e se usado de forma errada pode causar o efeito contrário, ou seja: engordar ao invés de emagrecer. É verdade?

Pesquisas apontam que o óleo de coco promove o emagrecimento porque carrega um tipo de gordura conhecido como triglicerídeo de cadeia média, com destaque para o ácido láurico, que induz produção de energia na célula de forma acelerada sem a necessidade de enzimas. O óleo retarda o tempo de  esvaziamento gástrico, proporcionando maior sensação de saciedade, assim,  teoricamente a quantidade de comida no prato tende a ser menor. Alguns especialistas apontam poucos benefícios na utilização do óleo de coco e referem que pode ser usada para ajudar a acumular gordura no corpo, caso a ingestão calórica seja maior do que o gasto. Vale lembrar que 1 colher de sopa de óleo de coco tem 110 Kcal e a recomendação segundo as pesquisas é de 2 colheres de sopa ao dia, portanto seu consumo deve ser aliado a uma alimentação equilibrada e à pratica regular de atividade física. Assim incorporar o consumo de óleo de coco à dieta sem providenciar mudanças no restante do cardápio além de não produzir o efeito esperado pode promover até ganho de peso.

REFERÊNCIAS:

Westerterp-Platenga, M.S.;Lejeune, M. P. G. M.;Kovacs,E.M.R. Body weight loss and weight maintenance in relation to habitual caffeine intake and green tea supplementation. Obesity Research, vol13. n.7 July 2007.

Magalhães, S.; Pinto, J C. ;Moreira, A . L. Termorregulação.

Bianco, A . C. Hormônios Tireóideos, UCPs e Termogênese. Arq. Bras . Endorcinologia e Metabolismo v. 44 n. 4 São Paulo 2000.

Tsi D. Nah Ak, Kiso Y, Moritani T., and Ono H. Clinical study on the combined effect of capsaicin, green tea extract and essence of chicken on body fat content in human subjects. J. Nutr. Sci Vitaminol (Tokyo) 49:437-441,2003.

Lamarão,R. C., Fialho, E. Aspectos funcionais das catequinas do chá verde no metabolismo celular e sua relação com a redução da gordura corporal. Revista de Nutrição, Campinas, 2009.

Manarini, Thaís. Óleo de coco emagrece mesmo?. Revista Saúde é Vital. Abril de 2012.

Fonte: Nutrição

Hospital Santa Isabel

Rua Dona Veridiana, 311 - Higienópolis - São Paulo/SP

(11) 2176.7700

Centro Médico e de Medicina Diagnóstica

Rua Dona Veridiana, 311 - Higienópolis - São Paulo/SP

(11) 2176.7135